Além de alterar seu sabor, há determinados alimentos que podem reagir de maneira negativa ao contato com os recipientes de plástico, causando-nos mal-estar e problemas digestivos.

7 alimentos que você nunca deve guardar em recipientes de plástico

Os recipientes de plástico são um desses itens de cozinha que podem servir para armazenar uma grande variedade de alimentos crus e cozidos.

Frequentemente são usados para guardar sobras de alimentos dentro da geladeira, ainda que também sejam úteis para transportar o almoço de casa até o trabalho.

Por seus múltiplos usos, estão sempre presentes em todos os lares, quase sempre em várias apresentações e formatos, sobretudo porque são muito mais baratos que os de alumínio e outros materiais, como o vidro.

O problema é que nem todos os alimentos são aptos a serem armazenados em seu interior, considerando que podem se decompor com mais facilidade ou, se as vasilhas estiverem arranhadas, contaminar-se com alguma bactéria.

O mais preocupante é que as pessoas desconhecem essa situação e continuam usando-os sem tomar as precauções necessárias.

Por essa razão, neste artigo daremos detalhes sobre esses 8 alimentos que não devem entrar em contato com esses elementos.

Não perca!

Evite guardar estes alimentos em recipientes de plástico

1. Ovo cru

ovos

O ovo cru e seus derivados, como a maionese, não devem ser guardados nesse tipo de recipiente, pois podem se contaminar com bactérias como a Salmonela ou E. coli.

Infelizmente, esses micro-organismos se transmitem com facilidade através desses alimentos, e ao fazer contato com o plástico, podem se proliferar desmedidamente.

A única maneira de guardar esse alimento de maneira segura é se for em um ambiente com gelo ou num recipiente térmico.

2. Carnes processadas

A razão pela qual não se aconselha armazenar carnes processadas em tupperwares é porque tendem a perder suas características e propriedades nutricionais.

Quando já foram manipuladas, por exemplo, ao serem preparadas em filés ou cozidos, decompõem-se facilmente e apresentam mudanças em seu sabor e textura.

3. Ensopados e sopas

sopas

Os ensopados e as sopas são preparações em fogo alto que, ao fazer contato com o plástico, podem apresentar modificações em suas propriedades e sabor.

No entanto, se você deixá-los esfriar antes de serem guardados, podem ser levados à geladeira sem problema algum.

Assim, o calor não desprenderá partículas do recipiente e, portanto, não representará perigo.

4. Leite e seus derivados

As vasilhas plásticas não oferecem as condições necessárias para uma ótima conservação do leite e seus derivados.

Ainda que seja válido usá-los por algumas horas, não é recomendado, pois aumenta o risco de contaminação por bactérias.

Os recipientes plásticos favorecem as mudanças de temperatura do alimento, aceleram seu processo de decomposição e aumentam o risco de doenças estomacais.

A melhor alternativa para esse tipo de alimento são os recipientes de vidro, que prolongam sua conservação.

5. Saladas temperadas

saladas

Muitas pessoas pensam que as vasilhas de plástico são as melhores opções para conservar vegetais frescos, inclusive quando já foram manipulados.

No entanto, ainda que ajudem a evitar a contaminação cruzada, não são tão boas para prolongar a durabilidade do alimento.

No caso de saladas temperadas, seu contato com o plástico afeta o sabor e faz com que percam suas qualidades nutricionais.

6. Chá ou café

Ainda que existam muitos recipientes projetados para armazenar bebidas como o chá e o café, sempre é aconselhável esperar que esfriem antes de colocá-los em seu interior.

Isso porque as altas temperaturas afetam o ambiente do elemento, aumentando os risco de contaminação por bactérias.

Inclusive, preferivelmente, recomenda-se armazenar essas bebidas em recipientes de outros materiais, para que não percam seu sabor e propriedades.

7. Queijos

queijos

Ainda que os queijos se incluam entre os produtos lácteos já citados, é necessário fazer uma menção especial por causa dos riscos que existem ao serem deixados por muito tempo nesse tipo de recipiente.

Considerando que se trata de um alimento de conserva, todos os tipos de queijos geram uma transpiração que, dentro do recipiente, favorece o crescimento dos fungos e bactérias.

Se forem guardados por mais de três dias nessas vasilhas tampadas, acumulam-se substâncias voláteis que contaminam o objeto.

Como resultado, sua textura e propriedades são afetadas, e podem causar doenças no sistema digestivo depois de consumidas.

Para concluir, ainda que sejam muito práticos, os recipientes de plástico nem sempre são a melhor opção para conservar os alimentos em ótimas condições.

Evite guardar os alimentos aqui mencionados em plástico, preferindo vasilhas feitas com outros tipos de materiais.




Fonte: Melhor Com Saúde

Anúncios