Resultado de imagem para medicamento nasal

A posição do paciente no momento da administração de medicações intranasais através de atomizadores pode afetar a absorção? Um novo estudo americano levanta essa preocupação e mostra que sim.

A principal preocupação com os atomizadores nasais é que eles não asseguram o fornecimento de quantidades precisas de medicações e, por isso, podem causar overdose inadvertida e subsequente hipertensão, hemorragia intracraniana ou edema pulmonar.

Para determinar se a posição do paciente afeta o volume de líquido fornecido por esses dispositivos, pesquisadores fizeram um experimento: 10 residentes de anestesiologia, com experiência na administração de medicação intranasal, foram selecionados para o estudo. Como tarefa, eles usaram um spray nasal de 25ml de água em um manequim em diferentes posições:

  • a cabeça do manequim foi colocada nas posições 0, 15, 30, 45 e 90 graus
  • foram administradas as quantidades 20, 15, 12,5 e 10 mL de água

O volume médio foi 14 vezes maior (0,56 vs. 0,04 mL) quando o manequim estava em decúbito dorsal (0 graus) em relação à vertical (90 graus), o que corresponderia a um adicional de 1.300 mcg de medicação.

A quantidade dispensada também foi significativamente maior quando o manequim estava na semi-vertical (≤ 30 graus) em relação à vertical e quando os frascos tinham volumes iniciais mais elevados.

Com base nos resultados, para evitar overdose acidental, os medicamentos devem ser administrados quando o paciente está na posição vertical ou em um ângulo de ≥ 45 graus. As embalagens não devem conter mais do que a metade do conteúdo.

Referências:




Fonte:  Vanessa Thees  via Pebmed

Anúncios