Uma pesquisa realizada pela Organização Mundial de AVC (World Stroke Organization) afirmou que uma a cada seis pessoas no mundo terá um Acidente Vascular Cerebral (AVC) durante a sua vida. O número alarmante é reforçado também pelo Ministério da Saúde, que aponta que a cada cinco minutos, um brasileiro morre após sofrer AVC, contabilizando mais de 100 mil mortes por ano. De acordo com Edson Issamu, neurologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, o check-up é a maneira mais eficaz de prevenir essa e outras doenças.

O neurologista explica que os principais sinais do AVC são paralisia súbita de um ou mais membros, alteração da fala, dor de cabeça não habitual, dormência no rosto ou em um lado do corpo, perda de visão, falta de equilíbrio e, em alguns casos, há perda de consciência. “Para evitar o AVC, é preciso realizar o check-up, que pode ajudar identificando fatores de riscos como diabetes, hipertensão arterial e alteração no colesterol, que são indicativos de que os vasos sanguíneos poderão sofrer obstruções ou rompimentos, causando o acidente vascular cerebral”, diz.

Ainda de acordo com o neurologista, o check-up pode ser realizado por todos, independentemente da idade. “No caso do AVC, é mais prevalente em pessoas acima de 60 anos, mas é cada vez mais comum que ocorra com os mais jovens. Portanto, os exames preventivos, a prática de atividade física e uma boa alimentação são as principais dicas para evitar essa doença”.

A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, por meio de sua equipe especializada, estabelece avaliações com o intuito de identificar doenças e seus possíveis fatores de risco, baseados em dados clínicos e análises de exames. “São pesquisadas as doenças frequentes e clinicamente importantes com impacto na saúde e na qualidade de vida, como tumores, doenças cardiovasculares, metabólicas e infecciosas. Para isso, o serviço conta com uma equipe multidisciplinar composta por cardiologista, ginecologista, mastologista, urologista, cirurgião do aparelho digestivo, proctologista, neurologista, entre outros”, complementa o especialista.




Fonte: Bem Paraná

Anúncios