Quantas vezes na vida você já chegou em um bar e pediu uma dose de qualquer coisa com uma bebida energética? Esse costume é muito comum entre os mais jovens, especialmente nas boates, mas o que as pessoas não sabem é que a mistura de álcool e energético pode ser explosiva para o organismo!

Conforme estudo recente, divulgados pela revista científica Alcoholism: Clinical and Experimental Research, quando as pessoas associam o consumo de álcool e energético ocorre um aumento na vontade de consumir ainda mais bebidas alcoólicas e é comum que elas entrem em um efeito chamado pelos cientistas de “beber em binge”.

1

Álcool e energético

Embora o nome do tal efeito ajude a dar uma ideia do que ele se trata, a gente explica melhor como isso funciona. Conforme os pesquisadores, o que se nota é que a cafeína e a taurina são estimulantes e disfarçam os efeitos negativos do álcool, como a sensação de melancolia, que em outras situações funcionariam como alerta para parar de beber.

2

Logo, surge o maior risco de intoxicação alcoólica, já que elas se sentem compelidas a beber ainda mais, sem noção do quanto já bebeu.

Cafeína x riscos

Mas não é somente o número de doses por hora que aumentam quando as pessoas associam álcool e energético. Os especialistas apontaram ainda que os “bebedores” que ingerem essa “bomba” ainda costumam apresentar uma espécie de comportamento de risco, como dirigir depois de beber, não usar preservativos e assim por diante. Aliás, essa última questão está diretamente associada aos efeitos estimulantes da cafeína.

3

Bem-estar perigoso

O único problema desse descoberta é que os pesquisadores ainda não entenderam a forma como a cafeína aumenta o desejo pelo álcool e por situações de risco, consequentemente. No entanto,  Zila van der Meer Sanchez, professora do Departamento de Medicina Preventiva da Unifesp e responsável pela pesquisa; acredita que a reação pode ser estabelecida por um mecanismo comportamental.

Isso porque, segundo ela, ficam evidentes nessa mistura apenas as partes boas das bebidas: descontração, no caso do álcool e sentimento de alerta, no caso da cafeína. É essa sensação de bem-estar que estimula o consumo excessivo, que aumenta o risco de intoxicação e as chances de sofre/provocar um acidente.

4

Entendeu agora? Mas isso não é tudo que você precisa saber sobre os energéticos, como você vai descobrir na matéria a seguir: 13 segredos que você não conhece sobre o Red Bull.




Fonte: Veja

Anúncios