Humanize-se

Vivemos hoje em uma sociedade que se alimenta com pressa, trabalha além do que a saúde suporta, se estressa no trânsito, não tem tempo para lazer e devido a praticidade que os aplicativos de celulares oferecem, fala com os amigos e familiares muito mais digital do que pessoalmente. Além de ainda ter que se contentar com uma noite mal dormida, e um café da manhã bem rapidinho, pois o trabalho a espera.

Obesidade, hipertensão arterial, ansiedade, estresse, são todos consequências da modernidade a qual muitos de nós não nos adaptamos de forma que conseguíssemos equilibrar, saúde e sucesso em um mesmo corpo.

Assim, infelizmente, em muitos casos, ou se tem o sucesso sacrificando a saúde, ou se mantém a saúde sem se sacrificar.

Assim, mais e mais tratamentos vão surgindo para cada um dos males citados: emagrecedores, calmantes, ansiolíticos, são algumas das opções mais consumidas atualmente pela população Brasileira. É importante que se faça uma análise da situação, e veja se realmente vale a pena permanecer se sacrificando, pois o fato é um só: a saúde é essencial, portanto, cuidar-se deve ser o seu principal objetivo, o sucesso deve vir depois.

Estipule regras para si mesmo:

01)  – acordar mais cedo, para assim poder preparar e tomar um bom café. Caso esteja se sentindo muito cansado(a), avalie a possibilidade de utilizar um suplemento vitamínico que se adeque ao seu ritmo e necessidade.

02)  – estressar-se menos, ser mais paciente no trânsito, assim você evita as dores de cabeça causadas por tensão, e com certeza, uma diversidade de outros problemas, que você já sabe quais são, já que conhece os efeitos do seu estresse…

03)  – beba mais água, menos refrigerantes.

04)  – faça uma atividade que não esteja relacionada ao trabalho, relaxe!

05)  – Reflita sobre quando você era criança, que tipo de futuro imaginava para si? Se fosse criança hoje, estaria feliz com o adulto que se tornou?

06)  – Se a resposta for sim, que bom! Se for não, ótimo – ainda dá tempo de mudar, mude!

Há um trecho de um texto que fala sobre metas e sonhos, de minha autoria, que se encaixa bem neste contexto:

“Quando se desenvolve uma meta, um objetivo, ou um sonho, a vida se torna meio que partida. Uma parte são os sonhos, as metas e/ou os objetivos, outra parte são lazer, amor, saúde, crenças, devaneios e futilidades.

Porém, se a vida começa a ficar cansativa demais, ou pesada demais, é porque uma das partes está em desequilíbrio.

Se não houver equilíbrio entre o sonhar e o viver, entre o atingir a meta e o lazer, e entre o objetivo e os devaneios, nada tende a acontecer como o planejado, ou ao menos quase como o planejado.

Se o sonho impede o viver, este sonho será impossível.

Se as metas impedem o lazer, não haverá neurônios disponíveis para tantas sinapses necessárias.

Se o objetivo impede que haja devaneios, não haverá sucesso.

O ser humano vive em função de duas partes, uma objetiva e racional, outra subjetiva e emotiva, a ponto de ser irracional.

Se uma pessoa desenvolve o hábito de manter equilíbrio entre suas duas partes, ela consegue manter a paz mental, fazendo com que parte dos seus sonhos, metas e/ou objetivos, sejam alcançados e realizados. Além de conseguir ter também, os devaneios, os amores, o lazer e as futilidades, esta pessoa estará o que podemos chamar de completa.”

Nada vale mais do que a saúde, nada. Invista sim em sua carreira, esforce-se, mas não se torne escravo de suas expectativas. Nenhum medicamento traz de volta o tempo gasto com tentativas em vão, por isso, mais uma vez, cuide-se.

Alimente-se bem, pratique exercícios, converse pessoalmente com seus amigos e familiares, ajude pessoas carentes, nem que for apenas com um simples abraço. Deixe que a sua humanidade lhe domine! E torne-se uma pessoa completa.

Afinal, o fato de ser humano se resume em realmente ser, e não somente em estar “qualificado” como.


Fonte: Espaço Farmacêutico

Anúncios