remedio-para-cao-620x413

É comum ver em animais casos de intoxicação, alergias ou reações adversas a determinados remédios que são inofensivos aos humanos e a outras espécies. A auto medicação, tão praticada por muitas pessoas, também chegou a ser feita em animais, ou seja, se tornou uma prática bem comum em animais domésticos. Medicamentos em que os tutores acreditam serem “inofensivos” podem prejudicar e muito a saúde do cãozinho ou gatinho, podendo inclusive levar à morte.

Além da intoxicação por conta do medicamento não ser adequado para cães, muitas vezes o remédio é administrado em doses inadequadas. Um simples medicamento tópico pode ser fatal para o animal, pois ele pode lamber e isso provocar alterações graves.

Gatos são ainda mais sensíveis e apresentam grande intolerância a medicamentos que são usados sem problemas em cães e humanos. Isso ocorre por ele ter deficiência em uma enzima do fígado, gato tem uma deficiência relativa na conjugação com ácido glicurônico, devido às concentrações extremamente baixas de algumas enzimas glicorunil transferases. Por isso não é raro um gato morrer ou correr sério risco de morte devido à intoxicação medicamentosa. Veja a seguir a lista, elaborada pela médica veterinária Andréa Pimentel, de medicamentos proibidos para cães e gatos.

Medicamentos proibidos para gatos:
• Acido acetil salicílico (Aspirina®)
• Paracetamol (Tylenol®, Anador®)
• Pseudoefedrina (Claritin®, Tylenol Sinus®, Loratadina®)
• Salicilato de Bismuto (Pepto Bismol®, Peptozil ®)
• Iboprofeno (Advil®)
• Piroxican (Feldene®, Inflamene®)
• Enema de Fosfato (Fleet Enema®)
• Xampu a base de Alcatrão (Sebotrat -O®, Ionil T®, Politar®)
• Xampu com Benzoato de Benzila (Acarsan®)
• Xampu com Acido salicílico
• Xampu com Sulfeto de Selênio (Selsun Ouro®, Selsun Azul®)
• Peroxido de Benzoila – usar com cautela (Peroxidex®, Sana Dog®, Pertopic®)
• Piretróide (Antiparasitário como Butox® )
• Levamisol (Ascaridil®)
• Azatioprina (Imuram®)
• Piridium®
• Diclofenaco potássio (Cataflan®)
• Diclofenaco sódico (Voltaren®)

Medicamentos proibidos para cachorros
• Diclofenaco de potássio (Cataflan®)
• Diclofenaco sódico (Voltaren®) e a grande maioria dos anti-inflamatórios de uso humano.
• Piridium®

Medicamentos com o uso restrito em cães
• Ivermectina (Ivermec®, Vermectil®, Ivomec® entre outros)
A ivermectina tem amplo uso em cães, mas as raças collie, border collie, Pastor de Shetland, sheepdog, bearded collie, pastor australiano e todos os seus cruzamentos são intolerantes ao seu princípio, apresentando sérias alterações neurológicas.

Medicamentos de uso controverso em cães
• Acetaminofem/Paracetamol (Tylenol®)
• 5- Fluororacil (Efurix®) – De uso tópico se ingerido causa grave intoxicação.
• Risperidona (Risperidon®)

Medicamentos que requerem atenção à dosagem para cães
• Metronidazol (Flagyl®) – Dose alta pode causar sintomas neurológicos.
• Sulfa-Trimetroprina (Bactrim®) – Quando em dose alta podem causar displasia de medula óssea levando a anemia e hepatopatia em labradores
• Sulfassalazina (Azulfin®) – Pode causar olho seco (KCS) nos cães.
• Aspirina – A dose em cães deve ser muito menor que a dose em humanos

Em todo caso, a auto medicação é sempre um risco, podendo amenizar os sintomas ou causando complicações mais sérias. Em todo caso, consulte sempre o médico veterinário de confiança.



Fonte: Vida de Veterinária

Anúncios