Tem boato novo na área.

Dia desses me deparei com o compartilhamento da imagem abaixo (e o texto que se segue) na minha linha do tempo no Facebook:

quadrados nos tubos de creme

Coisas a saber …

Você sabe qual é o significado dos quadrados e retângulos na parte de trás de tubos (creme, pasta de dente, shampoo, etc)?

Você já reparou que, em cada um dos tubos na parte de trás de um código é identificado? Pode ser preto, vermelho escuro, azul escuro, verde escuro ser (cores geralmente escuras), e está disponível em vermelho e verde. O que este código faz?

Riscas escuras (ou retângulos) mostram que o produto é composto inteiramente de química!

Os quadrados vermelhos mostram que o produto está em cerca de 70% de produto químico e de 30% a partir de produtos naturais.

Mostrar campos verdes, o produto contém apenas ingredientes naturais, livres de produtos químicos!

Saber nunca ocupa lugar.

Com esta informação, cabe a si fazer as melhores escolhas

A informação é interessante, mas o compartilhamento não traz nenhuma fonte. Uma busca rápida por trechos do texto não encontramos nenhuma outra informação confiável, a não ser a repetição do texto e da imagem em blogs variados, ainda sem qualquer indicação de fonte. Alguns hoaxes pelo menos se dão ao trabalho de inventar alguma fonte ou citar algum nome e órgão que dê algum crédito, como o Ministério da Saúde ou a Organização Mundial da Saúde.

No blog do Instituto Pedro Cozzi (link), encontrei o mesmo texto e imagem, mas também um destaque no comentário da visitante do blog Fernanda Lizardo:

Esta marca é apenas uma referência para o maquinário detectar o tubo durante o processo de fabricação. A cor é escolhida de acordo com a arte geral da embalagem, ou seja, combina com os tons mais escuros presentes na impressão (para haver contraste com a cor de fundo).

Apesar de também não citar fontes, este comentário me pareceu mais factível que o texto original. Ainda não satisfeito, fui à página da Colgate no Facebook enviar a imagem, o texto original e minhas impressões a respeito do caso e esperar uma resposta deles. Também enviei um e-mail. Na página da Colgate me responderam no dia seguinte, falando algo superficial sobre as cores das embalagens e que eu entrasse em contato com a Colgate pelo telefone ou pelo site para tirar minhas dúvidas. Agradeci o pronto atendimento, mas informei que eles não responderam ao meu questionamento ou que nem ao menos tinham se dado ao trabalho de ler e entender a pergunta para me dar uma resposta séria e plausível. Resultado: apagaram o meu post. E continuo sem resposta deles pelo Facebook ou por e-mail.

Até que resolvi fazer a pesquisa pela imagem no Google. A maioria dos resultados levam para sites russos com a mesma imagem ou com imagens semelhantes (veja você também). A tradução do Google sempre mostra textos quase idênticos ao texto em português que acompanha a imagem, que com certeza, se mostra apenas uma tradução do boato original.

Em alguns sites também se percebem usuários comentando que as marcas na embalagem não passam de “ponto de referência”  para as máquinas de fabricação dos tubos, batendo com a explicação dada pela Fernanda no blog do Instituto Pedro Cozzi.

A melhor explicação (link) diz que as marcas são um componente do processo de produção dos tubos. Imagine a fabricação desses tubos: uma folha com as informações já impressas repetidamente. A máquina precisa identificar onde começa e onde acaba cada impressão do tubo para fazer a correta fabricação das embalagens. Ou se cortasse a esmo, imagine uma pasta de creme dental escrito “Plus — Close-Up Dental Fresh Super” e uma outra escrito “Fresh Super Plus — Close”. Essas marcas seriam usadas durante o processo de corte, dobra e solda das embalagens, para evitar erros. E as cores sempre têm ligação com as cores da embalagem.

Então nada de explicações extraordinárias sobre componentes químicos ou naturais. No blog TotallyBlond, a blogueira ucraniana Лиза Краснова (Lisa Krasnov, segundo o tradutor do Google) fez uma pesquisa com cremes e identificou inclusive cores que não condiziam com o boato veiculado. Ela percebeu que as cores sempre correspondiam às cores do produto, e ficou surpresa que o creme “natural” de uma  marca orgânica ucraniana tinha a faixa em preto, que segundo o texto do boato indicaria um produto 100% químico, além de outras descobertas.

Veja você em casa e perceba que as marcas sempre seguem a cor padrão do tubo. No meu caso, azul para um creme dental Close-UP de cor predominantemente azul. Preto noutro creme dental de cor de destaque preta. Cinza num creme de cabelo em que a embalagem é branca com detalhes em cinza… E assim vai.

Cuidado ao espalhar tudo o que vê de “interessante” nas redes sociais.


Autor: Tarcisio Cavalcante

Fonte: http://tarcisio.tk/2013/o-real-significado-dos-quadrados-na-parte-de-tras-dos-tubos-de-creme/

 

Anúncios