Foto: © Piotr Marcinski

Também conhecida como obstipação e/ou intestino preso (popularmente conhecida como prisão de ventre), a constipação se caracteriza por uma diminuição na frequência das evacuações ou pela dificuldade persistente que uma pessoa tem para evacuar.

Esta dificuldade, seguida pelo esforço que se faz para evacuar, se dá em consequência do ressecamento e do endurecimento das fezes, condição essa provocada, em muitos casos, por uma permanência demorada do conteúdo fecal no intestino grosso.

Dada a dinâmica do mundo moderno, muitas pessoas sentem uma vontade mais frequente de evacuar – mas nem sempre estão em local apropriado para isso. Quanto mais tempo as fezes permanecem no intestino grosso, mais ressecadas elas ficam. Um dos sintomas mais frequentes da constipação intestinal é a dor provocada pelo esforço que a pessoa faz ao defecar. Por isso, muitas vezes as fezes vêm acompanhadas de sangue, em função da pressão que o bolo fecal ressecado faz sobre os vasos sanguíneos da região retal.

Entre os produtos mais eficientes para aliviar a constipação intestinal e facilitar o fluxo fecal está a lactulose – um dissacarídeo comum formado por uma molécula de galactose e uma de frutose. Uma vez ingerida, a lactulose não é absorvida pelo trato gastrointestinal – e também não é hidrolisável pelas enzimas intestinais. Dessa forma, chega ao cólon praticamente inalterada.

Os efeitos benéficos da lactulose são produzidos após sua utilização por até quatro dias seguidos. Ela restabelece a função do intestino grosso de forma mais fisiológica, por intensificar o acúmulo de água no bolo fecal, já que as fezes readquirem, com isso, sua consistência normal.


Fonte: ABCFarma

 

Anúncios