Negócio de US$ 160 bilhões é a terceira maior aquisição da história e, com mudança de endereço, deve acalorar debates de pré-candidatos à presidência dos EUA

REDAÇÃO ÉPOCA
Viagra, da Pfizer (Foto: Getty Images)Viagra, da Pfizer (Foto: Getty Images)

A Pfizer, dona do Viagra, comprou a Allergan, fabricante do Botox. O negócio de US$ 160 bilhões foi anunciado nesta segunda-feira (23) e representa a terceira maior aquisição da história, segundo aBloomberg. Dele sairá a maior empresa do setor farmacêutico no mundo, com receitas anuais na casa dos US$ 60 bilhões.

Cada ação da Allergan foi comprada por US$ 363,63, com prêmio de mais de 30% sobre o preço do papel no fechamento de sexta, de US$ 312,46, segundo O Globo. Acionistas da Allergan receberão 11,3 ações da empresa a ser criada para cada ação que possuíam da Allergam, e acionistas da Pfizer, uma ação da nova para cada ação que tinham.

>> A guerra pelo “Viagra feminino”

A aquisição da Allergan possibilitará à Pfizer mudar de endereço dos Estados Unidos para a Irlanda, onde a Allergan é sediada, e com isso reduzir o pagamento de alguns impostos. Isso deve acalorar discussões políticas em ano de pré-eleição presidencial nos EUA.


Fonte: RCN e Revista Época

Anúncios