Antes de respondermos esta pergunta devemos relembrar que não muito tempo atras o Conselho Federal de Farmácia regulamentou as atribuições dos profissionais farmacêuticos na saúde estética com a publicação da RDC 573 de 2013. Nesta resolução limita algumas coisas que o Farmacêutico pode fazer:
Art. 2º – Constituem técnicas de natureza estética e recursos terapêuticos utilizados pelo farmacêutico em estabelecimentos de saúde estética: I – avaliação, definição dos procedimentos e estratégias, acompanhamento e evolução estética; II – cosmetoterapia; III – eletroterapia; IV – iontoforese; V – laserterapia; VI – luz intensa pulsada; VII – peelings químicos e mecânicos; VIII – radiofrequência estética; IX – sonoforese (ultrassom estético). 
Não vemos aqui nenhuma menção quanto a aplicação de Botox. No Brasil, a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária entende que o Botox é considerado como medicamento biológico, técnico dependente, aplicável por meio de técnicas injetáveis e perfurocortantes, não podendo ser considerado como procedimento invasivo não-cirúrgico, exclusivo aos médicos. Aplicação de injeção no Brasil é permitida às classes da saúde. Aqui no Brasil, a prática da aplicação da injeção de botox só é permitida ao Biomédico Esteta, ao Médico Dermatologista e Cirurgião Plástico e a qualquer Cirurgião Dentista. Lembrando que Dentistas estão autorizados a usar toxina botulínica para fins terapêuticos, por determinação do CFO – Conselho Federal de Odontologia.
Portanto ainda o Conselho Federal de Farmácia não regulamentou esta atribuição ao profissional Farmacêutico mesmo possuindo conhecimento técnico na área.
E você o que acha? Deveria o profissional Farmacêutico também poder fazer aplicação de Botox? Deixe seu comentário.
Jardel Moura

Farmacêutico formado em 2011, presidente da Associação dos Farmacêuticos de Rondônia -ASFARO, administrador do Farmacêutico in Foco, Pai.

Anúncios