Vários genes foram identificados como causadores da miopia. A descoberta representa um grande avanço científico.
Os cientistas estimam ser possível, em um futuro breve, desenvolver um fármaco que possa bloquear a ação desses genes, o que representaria um alívio para milhões de pessoas, em todo o mundo, que usam óculos.Uma equipe britânica conseguiu identificar 24 genes específicos que são os responsáveis por provocar a miopia, uma das doenças oftalmológicas mais comuns entre humanos.

Isso ainda traria benefícios, como por exemplo, impedir que a doença se desenvolva, o que preveniria os casos de cegueira em pacientes em estágios avançados.

A miopia se caracteriza pela dificuldade em focalizar objetos distantes. O problema afeta 1 a cada 3 pessoas, só no Reino Unido, e o número pode variar bastante de país para país. Ser míope está se tornando algo comum, especialmente em uma sociedade que passa cada vez mais tempo na frente da televisão e telas de computadores.

O problema geralmente surge na infância e em casos graves pode levar à degeneração macular e diversas outras formas de cegueira. Em países como Singapura, 80% da população é míope.

Há três anos, o pesquisador Chris Hammond, da Kings College London, descobriu um gene associado à miopia. Agora, uma equipe internacional de pesquisadores fizeram análises em 45 mil pessoas ao redor do mundo, encontrando os outros genes que faltavam para entender o quebra-cabeça.

Descobrir como os genes se comportam e como provocam a miopia pode levar a formulação de colírios e medicamentos contra a doença: “Atualmente a miopia é corrigida com óculos ou lentes de contato, mas agora nós entendemos mais sobre os gatilhos genéticos da doença, podemos explorar outras maneiras de evitar a progressão”, declarou um dos representantes do estudo em entrevista à revista Nature Genetics.

Os genes não são o único fator por trás do desenvolvimento da miopia. O estilo de vida também influencia para que ela apareça.

Infelizmente, a descoberta genética é improvável para ajudar aqueles que precisam de óculos de leitura para hipermetropia.

Os cientistas da Universidade de Michigan já se ofereceram para estudar e testar novas drogas para a miopia.


Fonte: DailyMail Foto: Reprodução

Anúncios