Hoje, listamos farmacêuticos que foram grandes sábios e importantes cientistas que contribuíram para a saúde da humanidade. Atualmente, a maioria das pessoas nem sabe que muitos desses grandes nomes haviam seguido a carreira de Farmácia.

Um exemplo marcante é o do grande poeta e escritor Carlos Drummond de Andrade. Embora não tenha exercido sua profissão por muito tempo, ele também era um farmacêutico.

A mulher cujo nome virou símbolo do combate à violência doméstica no Brasil, Maria da Penha, que dá nome à lei, também era farmacêutica.

Outras figuras notáveis por suas invenções tiveram essa formação. O farmacêutico Alexander Flemming (1881-1955) descobriu a penicilina. Foi através da observação do fungo Penicillium notatum, que crescia como contaminante em culturas de estafilococos que ele estudava. O crescimento do contaminante liberava a penicilina, antibiótico que impedia o desenvolvimento destas bactérias nas proximidades da colônia do fungo.Esta observação trouxe grandes benefícios para o desenvolvimento da industria farmacêutica.

O Farmacêutico francês, Ernest Furneau criou a moderna quimioterapia. Outro francês, Claude Nativelle, contribuiu decisivamente para o tratamento de doenças do coração. É interessante saber que a primeira Botica foi aberta em 754 a.C. em Bagdá, atual Iraque.

Os feitos não se resumem a tratamentos e remédios. O farmacêutico John Pemberton, por exemplo, em 1886 em Atlanta, criou o “Tônico para o Cérebro” hoje conhecido como Coca Cola.


Fonte: O dia

Anúncios