TELMO-640-X-480

 Farmacêutico e Desde 2003 Atua Exclusivamente Como Palestrante de Farmacologia e Técnicas de Vendas Para o Varejo Farmacêutico.

Trabalhou Mais de 15 Anos Como Responsável Técnico de Drogaria, Foi Supervisor de Estágio de Graduandos de Farmácia, ex-Professor de Farmacologia da UFOP e Ex-professor do Curso Técnico em Farmácia.

Criou um Método Exclusivo de Treinamento de Farmacologia Para o Varejo Farmacêutico Baseado Nas Necessidades Reais dos Profissionais, Totalmente Voltado Para Uma Aplicação Prática e Imediata.  Acredita que Uma Informação que Aumenta Seu Conhecimento Mas Não Muda Sua Abordagem Profissional é Inútil.

Tem a Convicção Que Todos Nascemos Com Vários e Diferentes Saberes e Que o Seu é Ser Palestrante. Acredita Também Que Ser Palestrante é Mais do Que Repassar Conhecimentos, é Despertar Nas Pessoas a Curiosidade de Aprender Mais, Mas com Uma Curiosidade de Conhecimento Que se Relaciona Com a Experiência, Com a Prática, Com a Vida.

Como dizia Rubem Alves, Acredita Que Uma Ideia Origina-se Nos Pensamentos, Mas Para Que Tenha Vida e Procrie Precisa Ser Plantada no Coração. Somente Assim Ela Irá Espalhar-se Pelo Mundo e Atingir as Pessoas.

Entrevista para o Blog Farmacêutico RT!

01)Ontem e hoje: O que era ser farmacêutico quando iniciou a carreira e o que é hoje? O que mudou?

Mudou muito, houve uma mudança radical. Quando me formei em 1988, somente tínhamos duas Faculdades de Farmácia em Minas Gerais e hoje são dezenas. O ensino também evoluiu, englobando também a semiologia e outras matérias importantes, além de focar na formação do farmacêutico generalista. Houve avanços consideráveis e, sobretudo, uma maior conscientização dos profissionais.

Por outro lado, estes avanços não repercutiram em todos os profissionais, pois a profusão de faculdades tem levado ao mercado muitos farmacêuticos com deficiências consideráveis de formação. Apesar de tudo, vejo o resultado final como positivo. O Farmacêutico hoje possui um campo de trabalho bem mais amplo do que anteriormente.

02)Cartografando sua trajetória acadêmica e profissional, enumere os momentos mais marcantes.

Para qualquer pessoa com 27 anos de profissão  fica difícil enumerar estes momentos, pois foram vários. Lembro-me de alguns que sempre estão presentes em minhas memórias, como um cliente que veio me agradecer extremamente feliz por ter conseguido engravidar a esposa após ter explicado a ele os dias férteis mais prováveis. Ele havia tentado várias vezes, não tinha conseguido e o casal relatava constrangimento em procurar um ginecologista por uma resposta que eles acreditavam que deveriam saber. Somente quem deseja muito um filho(a) sabe o sentimento que invadiu esta pessoa.

Outro momento marcante foi receber os primeiros graduandos para o estágio curricular. Ver os olhos deles brilhando ao descobrirem o conhecimento, aquela vontade de aprender, a alegria de orientar os clientes e observar como o farmacêutico é importante para a população são momentos que deixam marcas na sua vida. Não posso deixar de destacar também a opção profissional por realizar treinamentos para o varejo. Muitos profissionais que estão na drogaria estão carentes de informação corretas, atualizadas e práticas e os treinamentos possibilitam um contato maravilhoso com estas pessoas e uma troca absurda de experiências profissionais e pessoais.

Outra situação que não posso deixar de citar foram alguns alunos do curso Técnico de Farmácia que decidiram fazer o curso de Farmácia após conhecerem com mais profundidade a importância e a somatória de conhecimentos requeridos pela profissão farmacêutica. Enfim, são muitas as experiências que geraram lembranças positivas para a vida inteira.

03)Farmacêutico, professor, palestrante, qual a visão das pessoas sobre as suas áreas de atuação?

Tenho obtido uma ótima avaliação das pessoas, o que pode ser uma cortesia comigo ou o reconhecimento de um trabalho sério que me propus a fazer. Nos treinamentos presenciais as pessoas preenchem uma avaliação sobre o treinamento e as respostas tem sido realmente gratificantes e muito positivas. Gosto tanto de ensinar como aprender e você não consegue enganar pessoas experientes que estão a décadas nas farmácias: em 15 minutos elas percebem se você tem um conhecimento polido pela prática do balcão, se esse conhecimento tem conexão com a realidade da farmácia e, sobretudo, se você está interessado também em aprender com elas. Creio que esta qualidade é notada pelas pessoas, embora confesse que ainda estou insatisfeito profissionalmente. Há muito que melhorar ainda, o que é bom: aprender não cansa.

04)Quais motivos levou a criar o site Atualização Farmacêutica?

Primeiramente foi combater uma deficiência existente no Varejo Farma em relação à divulgação de conhecimentos imparciais, importantes e práticos para o Profissional do Varejo Farmacêutico. Este Profissional recebe muitos treinamentos de produtos, mas vem a pergunta: ele pode confiar nestas informações? Acredito ser difícil, ainda mais que as referências não são citadas nestas palestras. Com o site eu posso divulgar informações importantes também para pessoas que não são do Varejo Farma.

Além disso, o site permite divulgar meu trabalho como palestrante no Varejo Farma e que agora ganhou dois novos produtos que também adicionam conhecimentos aos curiosos sobre doenças/medicamentos/mercado: os Podcasts, que são divulgados duas vezes por semana e minha Revista Atualização Farmacêutica, que está no segundo número e com o próximo número a ser lançado em setembro. Resumindo, digo que a idéia do site foi divulgar informação para aqueles que estão continuamente buscando o aprimoramento profissional. Meu foco é nestes profissionais.

05)Nota-se mais precisamente no ramo de atuação do farmacêutico rt no varejo, uma grande diferença entre o profissional formado na graduação e as expectativas e anseios dos empresários e gerentes de pequenas e grandes redes de farmácias e drogarias em várias regiões do Brasil. Esta realidade ainda é observada?

Sim, é fato. Você não precisa pesquisar muito, basta contatar farmacêuticos que se tornaram gestores e ouvir o que eles tem a dizer: falta uma maior interação entre a universidade e o mercado, ainda temos muitos graduados que desconhecem o Mercado Farma e suas engrenagens que funcionam dentro da farmácia. Na realidade, ou o farmacêutico começa a adquirir habilidades comerciais e gerenciais ou será substituído pelo colega mais capacitado e interessado.

Tenho convivido e trocado experiências com gestores, farmacêuticos ou não. A opinião é unânime- embora aqui discorde de Nelson Rodrigues que dizia que a unanimidade é burra- é que os gestores não gostam e desvalorizam aquele farmacêutico que somente quer ficar no serviço burocrático do SNGPC. Por outro lado, dentro da mesma Rede, outros farmacêuticos trabalham no SNGPC, prestam assistência farmacêutica e desenvolvem-se na carreira, comum ganho significativo nos rendimentos.  Pergunto: quem está certo?

06)Em meio ao mercado extremamente competitivo onde o bom atendimento e a atenção farmacêutica foram trocados por novos padrões: desconto, promoção e as “modernidades” inerentes ao panorama do varejo atual na qual as Drugstores e as grandes redes imperam e avançam até mesmo para o interior, como a farmácia de bairro ou pequena rede local conseguirá manter-se no mercado?

Este tema requer um espaço muito maior do que temos disponível, mas vamos tentar resumir os pontos essenciais, aqueles que em minha opinião seriam tópicos que não devemos deixar de ser ressaltados. Inicialmente, permitam-me democraticamente discordar sobre a troca por novos padrões. Não vejo desta forma. O mercado é extremamente seletivo, agressivo e competitivo e realmente sobreviver requer muitas variáveis e uma leitura correta de tendências.

Vamos exemplificar: as pesquisas mostram que o preço tem uma importância menor do que as pessoas acham. Ele ocupa, dependendo da pesquisa, o quarto ou sexto item na escolha de uma farmácia. Não podemos esquecer que hoje temos empresas semelhantes, oferecendo produtos semelhantes com preços semelhantes. O bom atendimento ainda é um fator importantíssimo: o capital humano é peça essencial na diferenciação de um serviço oferecido pela drogaria. Você pode colocar um desconto bem competitivo, porém se seu atendimento ou mix de produtos(para citar somente dois itens) forem fracos, seu negócio não sobrevive. Vários clientes que chegam à drogaria retornam para casa se o Profissional que eles gostam não se encontram no momento. Os clientes são fiéis as pessoas e não as empresas! Claro, podemos citar algumas exceções, mas o cliente compra de pessoas, ele não compra de empresas! Um bom atendimento e uma atenção farmacêutica estão incluídas no pacote atual: mostre os diferenciais do seu negócio, escute muito seus clientes ou eles falarão para seus concorrentes.

Quanto as farmácias de bairro elas tem uma qualidade que frequentemente é deficiente nas Farmácias maiores: conhecem o cliente pelo nome, seus gostos e características, o que contribui para uma melhor fidelização deste. Ainda assim, cabe a elas investir também na qualidade do serviço, mantendo uma rígida política financeira, para minimizar os custos e obter o máximo de rentabilidade. Ocorre que muitos gestores de Farmácias ainda desconhecem o seu negócio: não sabem qual a rentabilidade da empresa, onde pode cortar custos e como aumentar as vendas. Esta visão amadora está definhando e levando consigo gestores que não se adequaram aos novos tempos.

07)Acredita que efetuar a Atenção farmacêutica e a Prescrição Farmacêutica é o futuro da profissão?

Sim, ambas as linhas de trabalho são importantíssimas e estão construindo o futuro, mas sempre teremos alternativas e é bom que tenhamos. Veja por exemplo, o Farmacêutico gerente comercial, somente para citar um outro campo. Existe uma carência colossal de farmacêuticos que dominem a área comercial de uma farmácia. Veja bem, o farmacêutico é um profissional qualificado, inteligente, acostumado a estudar e tem outros requisitos que potencializam a capacidade de aprofundar na área comercial. O gerenciamento de pessoas, os conhecimentos financeiros, a liderança sobre sua equipe pode ser desenvolvida e assim preencher um enorme hiato que existe no Mercado Farma, que busca desesperadamente este profissional qualificado. Olhe a oportunidade passando e poucos aproveitando…

08)Metas e projetos pessoais para 2015 e 2016?

Metas e projetos são essenciais no desenvolvimento profissional de qualquer pessoa, sejam pessoais ou profissionais, que acabam se fundindo, pois estão intimamente ligadas.  Posso citar:

  • Publicar a revista Atualização Farmacêutica mensalmente: atualmente é bimestral.
  • Aumentar a penetração do meu Curso Farmacologia Online, que aborda temas importantes pra o Varejo Farmacêutico.
  • Criar uma escola do Varejo Farmacêutico em uma grande Rede ou através da Indústria Farmacêutica, mediante parcerias, para criar e fomentar uma estrutura que permita preparar um profissional qualificado para o Varejo Farmacêutico.

Buscar uma maior qualificação profissional através de um mestrado profissional.


Reportagem, edição

e diagramação:

ALEX SANDRO ALVES

Farmacêutico : Alex Sandro Alves

Anúncios